Na cabeça do povo

Com clientes antigas e novas aficionadas fazendo fila na porta, chapelarias das mais modernas às mais tradicionais estão aproveitando o momento do chapéu no "spotlight" da moda.  Esse item tão clássico do vestuário passou muitos anos esquecido e relegado aos filmes de época.  Em uma reviravolta impulsionada por eventos como o casamento do príncipe William e o destaque dado por figuras de destaque no "street style" mundial, o chapéu voltou a ser acessório necessário para montar um "look" poderoso.   Websites e boutiques voltaram a estocar modelos para todo tipo de ocasião para atender à demanda.  

Marcas clássicas, como a Borsalino de Milão, continuam a produzir os modelos mais tradicionais em suas coleções inverno e verão que serão sempre um escolha certa.  A tradicional Maison Michel de Paris, que já era bem conhecida pela alta qualidade dos seus chapéus, estourou mundialmente por colocar uma pitada de irreverência em seus modelos, produzindo até outros acessórios para cabeça como orelhinhas que viraram sensação entre as fashionistas.  

Na nova onda, pequenos "ateliers" com produções artesanais também estão colocando no mercado novos modelos de chapéus que estão voando das prateleiras das lojas.  A worth&worth, em Nova York, é conhecida por fazer chapéus sob medida para editoriais, artistas e filmes.  O "atelier" também aceita encomendas de simples mortais e tem um "e-commerce" com várias opções de modelos; porém, só entrega nos Estados Unidos.   

A Valdez, marca de chapéus Panamá de Gabriela Goldbaum, é produzida artesanalmente no Equador seguindo a tradição Equatoriana do chapéu Panamá.  Gabriela, no entanto, adiciona seu estilo e criatividade fazendo chapéus coloridos e divertidos que combinam com qualquer "look" praia ou de verão.  Os incríveis chapéus da Valdez podem ser encontrados no site www.shoplatitude.com

Uma dica para entrar na moda dos chapéus é achar um modelo que combine com o formato do seu rosto e da sua cabeça e usar o acessório com atitude. 

Fotos: Maison Michel, Valdez, Borsalino e Harpers Bazaar. 

 


 


Tags: